quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Biscoitos de fubá super fáceis

Ingredientes

3 xícaras de fubá
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara cheia de açúcar
4 gemas
1 colher de sopa de erva doce
1 xícara de margarina cheia

Modo de Preparo

Misture tudo e vá amassando bem com as mãos até que vire uma massa homogênea, deixe descansar por 15 minutos
Faça bolinhas , colocando-as em um tabuleiro untado e enfarinhado com fubá, deixando um pequeno espaço entre elas, depois achate-as levemente com um garfo
Leve ao forno pré-aquecido em temperatura média, por mais ou menos de 10 a 15 minutos, ou até que os biscoitos estejam dourados embaixo e levemente dourados em cima
Espere esfriar e guarde em um recipiente fechado
Eles ficam bem crocantes depois de frios e são uma delícia para tomar com café
Caso queiram, polvilhe levemente açúcar com canela, com eles ainda quentes

domingo, 18 de dezembro de 2011

REQUEIJÃO CASEIRO

1/2  LITRO DE LEITE

3 COLHERES DE AMIDO DE MILHO

1 COLHER DE  CHÁ DE SAL ( Á GOSTO)

100 GR  DE MANTEIGA  SEM SAL

10 COLHERES DE  CREME DE LEITE (SEM  SORO)

 MISTURAR  TUDO DISSOLVENDO BEM LEVE AO  FOGO  MEXENDO SEMPRE PARA NÃO GRUDAR  ATÉ ENGROSSAR , DEPOIS QUE ENGROSSAR   ACRESCENTE  O CREME DE LEITE E MEXA  NA SEQUENCIA   DESLIGUE  ESPERE ESFRIAR  E BATA NO LIQUIDIFICADOR  POR 5 MINUTOS  TIRAR DO LIQUIDIFICADOR E COLOCAR EM POTES COM TAMPA  E LEVAR  A GELADEIRA  DEPOIS É SÓ SERVIR
 MUITO BOM.

Pudim de Leite Condensado com Calda Perfeita Tamanho Família com leite condensado caseiro.

Cansou de fazer calda de pudim que queima? Que não dá certo? Que gruda e quebra o pudim na hora de desenformar? Precisa de uma receita tamanho família, para todo mundo poder repetir a vontade o pudim, em vez de servir só um tequinho por cabeça? Então esqueça a complicação e faça esta receitinha aqui:


Faça primeiro:

Calda:

2 xícaras de açúcar
1 1/2 xícara (uma xícara e meia) de água fervendo
2 colheres de sopa de mel

Coloque a forma do pudim sobre a chama do fogão, em fogo baixo. Coloque o açúcar e vá mexendo, até dissolver e ficar escuro. Acrescente a água (cuidado pois espirra) e continue mexendo até que o açúcar dissolva. Retire os torrões de açúcar mais renitentes, que não dissolveram depois de uns cinco minutinhos de fervura, e descarte. A seguir, coloque o mel e mexa bem, sempre em fogo baixo. Aos poucos, vai engrossar e ficar lisa. Desligue o fogo e faça o pudim.

Pudim:

1 lata grande de leite condensado (ou se vc quiser usar a receita de leite condensado caseira que coloquei aqui, fica tão bom quanto.) - use 850g. de leite condensado
1 lata de creme de leite com soro
a mesma medida (da lata creme de leite) de leite integral
5 ovos
1 pacote de 50g. de coco ralado seco, hidratado em meia xícara de água fria. (opcional)

Faça assim:

Bata no liquidificador em duas partes, por 3 minutos. Coloque numa tigela e misture, para homogeneizar as duas partes da mistura.

Acrescente o coco hidratado e misture bem. (Para hidratar o coco, coloque a água e mexa, deixe descansar enquanto bate os outros ingredientes no liquidificador.)

Coloque o pudim na forma, despejando devagar sobre uma colher grande para não cair de uma vez sobre a calda.

Cubra com papel alumínio e aperte bem as bordas para vedar bem a forma.

Leve ao forno em banho-maria (coloque água quente em uma forma e depois coloque a forma do pudim, não use água fria, senão a calda esfria muito depressa e "craquela").

Forno quente, 200C, por mais ou menos duas horas, para um pudim deste tamanhão.Verifique de vez em quando o nível de água do banho maria e acrescente mais água quente se necessário.

Desligue o forno e deixe o pudim lá dentro por mais umas duas horas. Quando estiver morno, leve para gelar. O ideal é desenformar no dia seguinte. Mas se não der para esperar tanto, deixe gelar por no mínimo duas horas.

Dica: para saber se o pudim vai caber na sua forma, meça um litro e meio de água e coloque na forma vazia, antes de começar a receita. Se couber a água, vai caber o pudim.

A calda fica espessa e macia, e o pudim desenforma fácil. Faça e depois volte aqui pra me dizer se ficou ou não ficou di-vi-no. Comem e repetem e ainda sobra 8 pessoas comilonas.

Leite Condensado Caseiro >>

Já imaginou fazer "aquele" pudim de leite condensado enooorme, para aquele dia de festa? Ah, o leite condensado tá caro...Então faça esta receita caseira e arrebente no pudim, vale a pena, é muito fácil e super gostoso!


3 copos de água filtrada quente
400 g. de leite em pó integral
1 kg. de açúcar cristal

Bater no liquidificador aos poucos, intercalando os ingredientes. Coloque em recipientes com tampa que feche bem, aguarde esfriar e mantenha na geladeira. Use na mesma medida do leite condensado industrializado.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

domingo, 24 de julho de 2011

Café Cremoso.

- 1 vidro de 100g de café solúvel 
- a mesma medida de água fervendo
- 800g de açúcar

Colocar na tigela da batedeira (de preferência na
Planetária), primeiro o café solúvel, em seguida a água
fervendo para escaldar e por último o açúcar.
Ligar a batedeira no máximo e deixar bater até formar
um creme bem fofo e homogêneo. Leva de 10 a 15
minutos.
Guardar em embalagem de sorvete (de 2 litros),na
geladeira. Dissolver 1 colher (sopa) do café cremoso em
1 xícara de leite fervendo, e saboreá-lo, de
preferência nos dias frios do inverno !! É
uma bebida cremosa, muito deliciosa. Tenho certeza que
os friorentos vão adorar! Uma delicia provem. Fácil de fazer e rapido.

domingo, 17 de julho de 2011

Fã Clube Oficial Mônica Guedes: NOTÍCIA BOA !!!

Fã Clube Oficial Mônica Guedes: NOTÍCIA BOA !!!: "Pra galera de SP que curtiu, cantou, dançou, e se emocionou no Show de Lançamento (15 de junho/2011)...essa é uma notícia BOMBÁSTICA!!!!!!!..."

sábado, 21 de maio de 2011

Bolo de farinha de trigo integral



Rogerio não esquece a receita rsrs , Vamos  à  receita tão esperada
Ingredientes
-3 xícaras  (chá) de farinha de trigo integral  (fiz com Farinha Dona Benta)
-1 colher (sopa) de fermento em Pó (Também Dona Benta)
-2 xícaras (chá) de açúcar
-4  gemas
-1 xícara  (chá) de margarina ou óleo
-1 xícara (chá) de leite
-3 claras em neve
   FAROFA
 -1 xícara  (chá) de farinha de trigo comum
 -1 xícara (chá) de açúcar
 -1 colher (sopa ) de margarina ou óleo
   Misture tudo e faça uma farofa para cobrir a massa e  leve ao forno .

      MODO DE PREPARO
 Misture afarinha integral (Dona Benta) e o  fermento reserve.
Numa batedeira, bata o açúcar,as gemas e a margarina ou (óleo)  até  formar um creme esbranquiçado,alternadamente vá  colocando a farinha e o leite  aos poucos,  continue batendo até ficar uma massa homogênea  , retire da batedeira e encorpore as claras em neve aos poucos  ,unte uma  forma redonda  com farinha de trigo comum ,coloque a  massa na forma redonda e cubra com a farofa ,leve ao forno preaquecido e deixe assar por  cerca de 35minutos ou até que ,espetando um palito no centro saia limpo .
  FÁCIL  E MUITO GOSTOSO, PARA UM CAFÉ  DA TARDE EM BOA COMPANHIA.

BOM FIM DE SEMANA


Beijo no coração de todos

Macarrão Caseiro

Não existe massa tão simples quanto essa, na minha opinião rsrs.
Eu como sou adepta a macarrão integral, arroz integral e outros. Não poderia seguir a receita sem usar minha farinha de trigo INTEGRAL.
Essa receita aprendi com a Ana Maria Braga, infelizmente não foi pessoalmente, ela até queria, mas minha agenda estava um pouco cheia rsrsrs. A receita dela é com farinha de trigo normal (branca), mas pode utilizar a integral sem nenhum problema.

Para cada 100g de farinha de trigo (branca ou integral) 1 ovo. Assim não tem erro.


Vamos a receita da Ana Maria Braga

ingredientes

400 g de farinha de trigo (ou 280 g de farinha de trigo e 120 g de semolina)
4 ovos
modo de preparo

1º - Em uma mesa ou balcão, coloque a farinha, faça um furo no centro, quebre os ovos neste buraco e com um garfo, bata levemente os ovos e vá misturando, aos poucos, a farinha.

2º - Com a palma e o punho da mão, amasse a massa, empurrando e apertando até que fique homogênea e macia, por 5 minutos no mínimo. Se a massa grudar, polvilhe um pouco de farinha de trigo e quando a massa estiver bem maleável e homogênea corte-a em 2 pedaços para abrir.

3º - Na mão: Com um pau ou rolo de macarrão abra a massa na espessura de 0,1 mm. Depois de aberta, acerte as laterais formando um retângulo. Enrole este retângulo, no sentido do comprimento e com uma faca, corte este rocambole, no sentido da largura, em tiras finas. Depois de cortada toda massa, desenrole essas tiras e coloque em um varal para secar por 20 minutos.

4º - Na máquina - Ajuste o controle da máquina de massa (manual ou elétrica) para a largura maior. Polvilhe cada pedaço de massa com farinha de trigo e passe pelo menos umas 3 vezes pelos cilindros sem corte, para abrir a massa. Ajuste a máquina para espessura mais fina e passe novamente a massa aberta para afinar. A cada passada, polvilhe um pouco de farinha de trigo. Repita o processo até atingir a espessura desejada (2 mm para fettuccine ou tagliatelle, 0,5 mm para massas recheadas como ravióli).



Agora as fotos do meu macarrão. (fiz agora pouco, está fresquinho)








Esse bolo a receita vem logo também


Em breve escreverei a receita. Assim que o Rogerio me passar rsrs

sábado, 14 de maio de 2011

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Açúcar, o vilão

É desnecessário adoçar suco, leite ou a papa de frutas. A criança não tem o costume anterior, então, não vai sentir falta se você nunca usar (nem ninguém da família). Em festas de aniversário, nada de docinhos nem refrigerante para o bebê. O açúcar contribui para a obesidade: esse excesso de calorias é depositado no corpo em forma de gordura.
• Não use o doce como recompensa. Uma rotina organizada é que vai fazer a diferença.
• A primeira fruta que seu filho vai provar não precisa ser na forma de suco. A nova recomendação tem um motivo: quando você bate, fibras e nutrientes são perdidos. Comece pela papa de uma fruta naturalmente doce, como a banana. Por isso não substitua todas as frutas que ele precisa comer por dia por sucos.
Atenção: batida ou não, precisa ser consumida em até 30 minutos para não perder os nutrientes.

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI213976-10448-2,00-SEU+FILHO+VAI+COMER+BEM+A+VIDA+TODA.html

domingo, 17 de abril de 2011

BARRA DE PROTEINAS CASEIRA

2 xícaras de aveia em flocos
2 xícaras farelo fino de aveia
2 xícaras de albumina(sabor chocolate)
1 xícara de clara de ovos
1 xícara de leite( a sua escolha)
1 xícara de farinha de trigo integral

misturem tudo numa bacia grande, depois untem uma forma e espalhem na mesma,
30 minutos no forno e ta pronto.
cortem em dez pedaços


cada barra em media tem 40 gramas de cabos e 30 de proteínas

Ótima semana

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Frutas!

Todo mundo já sabe da importância (e delícia) de comer frutas todos os dias. Indispensáveis para nossa saúde (e bem estar,) são fonte de nutrientes e ricas em fitoquímicos.

Fitoquímicos são compostos bioativos encontrados principalmente em frutas e vegetais que, apesar de não serem considerados “nutrientes”, podem contribuir com alguns benefícios à saúde como atividade antioxidante, estimulo do sistema imunológico, desintoxicação, controle da pressão sanguínea...

Quer mais motivos para consumir frutas?!

Alto conteúdo de ÁGUA (mais de 80% do conteúdo total) = Contribui para a hidratação e eliminação das toxinas do nosso corpo;

Riquíssimas em FIBRAS solúveis = Ajudam a regular a função intestinal, controle de colesterol e glicemia e auxílio no emagrecimento;

Contêm ANTIOXIDANTES (principalmente as vitamina A e C) = Conferem proteção contra doenças cardiovasculares e câncer.

Lembrando sempre de optar por frutas da estação que, além de melhores preços, têm mais sabor e valor nutritivo potencializados e procurar por produtos orgânicos (já que a idéia é desintoxicar!).

O post da Katita sobre sucos já deu um caminho de como incluir as frutas no dia a dia. Às vezes fica difícil ter sempre uma frutinha à mão, mas um suquinho de fruta natural da lanchonete da esquina fica mais acessível e beeeem melhor do que aquele refrigerante.

E quando tiver um tempinho sobrando, por que não cortar algumas frutas e deixar em um pote na geladeira para ir “petiscando” enquanto assiste um filmezinho?!? (Só não esquece lá porque alguns nutrientes, como a vitamina C, podem ser perdidos facilmente)

Algumas idéias divertidas como o carpaccio de melancia com raspinhas de limão siciliano ou a maçã assada com nozes, banana assada com canela, terrine de frutas são ótimas maneiras de driblar a monotonia.

Além disso, podemos escolher as farinhas de frutas que, apesar dos estudos serem iniciais, já vêm ajudando muita gente. A farinha de maracujá, por exemplo, é feita da casca da fruta que é rica em pectina, uma das fibras solúveis que forma um gel no estômago, contribuindo para a saciedade e auxiliando na perda do peso. Só não vale achar que substitui as frutas de uma vez por que essas farinhas são fonte fibras e muitos dos nutrientes foram perdidos durante o processamento e para fazer o efeito certinho tem que beber muuuita água.

Eu fiz um fondue para esse verão! Coloquei umas frutas no palitinho e bati o iogurte com mel, polpa e farinha de maracujá. Se você quiser “empanar” na granola também fica uma delícia!

null

Para quem abusou nas festas de fim de ano, quer aproveitar o verão e está pensando no carnaval, a alimentação saudável é importante. Cuidado com as dietas de desintoxicação que restringem demais colocando a culpa toda em um grupo de alimentos e apresentam um milagre. Não é necessário sacrifício para eliminar as toxinas... uma alimentação com mais frutas, vegetais, nozes ou grãos integrais já vai dar conta do recado!

Misturinhas práticas


89743375a.jpg
(foto:getty images)

Faz pouco tempo que conheci o trabalho da Nô Figueiredo, uma paisagista de São Paulo, além de muito bom gosto, a Nô dá sempre dicas ótimas. As misturas de adubos são dicas dadas por ela, perfeitas pra quem não tem muito tempo e prática nos cuidados com as plantas.

As misturinhas aqui devem ser aplicadas sempre em volta do vaso, misturadas de leve com a terra na superfície e logo em seguida deve-se fazer uma rega. Você pode manter tudo já misturado num potinho e usar a cada 3 meses.

Essa primeira mistura pode ser usada para vasos com folhagens e plantas floríferas após a floração:
3 colheres (sopa) de torta de mamona ou torta de algodão
1 colher (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de uréia
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

A mistura toda dá para um vaso grande, tipo esses usados para frutíferas, para um vaso médio use a metade.

Essa outra mistura é para frutíferas ou outras árvores no solo e floríferas:
3 colheres (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de torta de mamona
1 colher (sopa) de NPK 4-14-8
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

Para as árvores, faça uma vala em toda a projeção da copa (como um círculo com o diâmetro da copa), coloque o adubo espalhando pela vala, feche-a e regue em seguida. Para as floríferas, use da mesma forma que eu sempre falo para outras plantas, sem encostar no caule e regando sempre após a aplicação.

As misturinhas aqui devem ser aplicadas sempre em volta do vaso, misturadas de leve com a terra na superfície e logo em seguida deve-se fazer uma rega. Você pode manter tudo já misturado num potinho e usar a cada 3 meses.

Essa primeira mistura pode ser usada para vasos com folhagens e plantas floríferas após a floração:
3 colheres (sopa) de torta de mamona ou torta de algodão
1 colher (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de uréia
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

A mistura toda dá para um vaso grande, tipo esses usados para frutíferas, para um vaso médio use a metade.

Essa outra mistura é para frutíferas ou outras árvores no solo e floríferas:
3 colheres (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de torta de mamona
1 colher (sopa) de NPK 4-14-8
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

Para as árvores, faça uma vala em toda a projeção da copa (como um círculo com o diâmetro da copa), coloque o adubo espalhando pela vala, feche-a e regue em seguida. Para as floríferas, use da mesma forma que eu sempre falo para outras plantas, sem encostar no caule e regando sempre após a aplicação.

Bolo de maracujá e chocolate


(receita enviada por Joice Santini)

bolo_maracuja_chocolate.jpg

Queridas Rainhas,
estou enviando as fotos e receita do meu último bolo. Ficou muito saboroso. A combinação de chocolate e maracujá é perfeita.
Beijos e Feliz Natal a todas.

Massa bolo:
Bata bem 3 colheres (sopa) de manteiga com 2 xícaras (chá) de açúcar. Junte 3 gemas, 3 colheres (sopa) de chocolate em pó (do padre) e 1 xícara (chá) de leite morno, sempre batendo. Misture levemente 2 xícaras (chá) de farinha de trigo e 1 colher (sopa) de fermento em pó peneirados e, por último, 3 claras em neve. Despeje em forma untada e leve ao forno médio, por aproximadamente 40 minuto.

Recheio de chocolate branco com maracujá:
Em uma tigela de vidro misture: 200g de chocolate branco picado e 1 caixinha de creme de leite. Leve ao micro-ondas por 30 s. Mecha até derreter. Acrescente 1 xícara de suco de maracujá concentrado e 2 colheres (chá) de gelatina incolor e sem sabor. Misture bem e leve a geladeira.

Recheio de chocolate escuro:
Leve ao fogo ½ lata de leite condensado, 1 e ½ lata de leite e 2 colheres (sopa) amido de milho. Quando engrossar, retire do fogo e junte 120g de chocolate amargo ralado e 1 caixinha de creme de leite. Misture vigorosamente até derreter o chocolate e incorporar tudo. Cubra com filme plástico para não criar película sobre o creme. Empregue frio.

Merengue italiano:
Leve ao fogo ½ xícara de água, 1 e ½ x+içara de açúcar refinado até ponto de fio grosso. Bata 3 claras em neve firme e junte a calda quente de uma única vez. Bata até esfriar.
Calda de maracujá para decoração:
Leve ao fogo até engrossar: ½ xícara de suco de maracujá concentrado, 2 colheres (chá) de amido de milho e 1 e ½ colher (sopa) de açúcar. Aplique frio.

Montagem do bolo:
Corte o bolo depois de frio em três camadas. Na primeira camada que ficar no prato molhe com ½ xícara de achocolatado frio. Cubra com o recheio de chocolate escuro. Coloque a segunda camada do bolo e cubra com o creme de chocolate branco com maracujá. Se achar necessário envolva o bolo com uma fita de acetato ou papel alumínio para conter os recheios. Cubra com a última camada do bolo. Leve a geladeira por duas horas.
Empregue o merengue italiano e decore com a calda de maracujá e sementes. Eu coloquei morangos e um pouco de chocolate branco picado.
O suco de maracujá, eu fiz. Bati a polpa no liquidificador e coei em uma peneira bem fininha. Reservei um pouco da semente para decorar.

Espero que gostem!
!

Um mundo de sabores


temperos_zh.jpg

Entre as muitas dúvidas que me chegam todos os dias por e-mail, uma é bastante frequente: o tempero. Para quem está se iniciando na cozinha, um simples "sal a gosto" já faz tremer. A gosto? Como assim? Quanto é isso? O medo de salgar a comida ou de transformá-la no que se costuma chamar (às vezes injustamente) de "comida de hospital", a quantidade e o tipo de pimenta que pode ser usado nesse ou naquele prato, e ainda o uso (ou não) das muitas especiarias (hoje acessíveis a qualquer mortal que goste de uma boa alquimia culinária) estão entre os principais temores de quem começa a cozinhar.

Minha resposta para esse tipo de dúvida é quase sempre a mesma: o "seu" tempero é você quem vai descobrir. E, acredite, o "sal e pimenta a gosto" é só o comecinho dessa descoberta, que vai do quarteto sagrado e que não pode faltar jamais em nenhuma cozinha — alho, cebola, sal e pimenta — até sabores nunca antes provados e nomes como cardamomo, cúrcuma, kummel, zimbro, páprica, que não fazem parte do cotidiano da sua cozinha, mas que certamente podem agradar a seu paladar — bastando apenas que você deixe o medo de lado e comece, aos pouquinhos, a desvendá-los.

A quantidade de sal você vai descobrir com o tempo e pode até ser que, até chegar lá, você salgue um ou outro prato, mas isso não pode ser motivo para você desistir! Para não correr esse risco, coloque sal aos poucos e prove, sempre! Lembre-se de que alguns outros ingredientes, quando agregados à receita, podem fazer com que ela peça uma quantidade menor de sal — alcaparras, bacon, azeitonas, molho de soja, queijos como parmesão... todos esses são ingredientes que já têm ou que acentuam o sal de um prato. Então, vá com calma... e se for para "pecar", que seja pela falta e não pelo excesso.

A mesma "regrinha" pode ser aplicada ao uso das especiarias. Se você não tem o costume de usá-las, comece aos poucos. Na hora de escolhê-las coloque o seu olfato para funcionar — afinal, desde a Antiguidade elas são usadas para despertar os sentidos, e o olfato sem dúvida é um dos maiores beneficiados com seu uso:

— Cravo, canela e gengibre já são velhos conhecidos da culinária brasileira, mas... quem disse que eles só servem para doces? Vários tipo de carne, principalmente as suínas, ficam deliciosas quando combinadas com esses ingredientes. Experimente adicionar uma pitadinha de canela no tempero do seu lombinho ou ralar um pedaço de gengibre na sua salada de tomates — você vai se surpreender com os sabores.

— Pimentas existem para todo tipo de paladar e, pode acreditar, existe sim pimenta fraquinha que tem apenas a finalidade de realçar algum outro sabor do prato. Comece por elas e, com o tempo, não deixe de investir em um moedor para grãos — depois de usar uma pimenta moída na hora, é bem provável que sua percepção sobre ela mude bastante, e para melhor.

— Curry, açafrão, páprica...nem só de peixes e carnes se faz um prato com eles. Sabe aquele seu refogadinho de legumes? Pois bem, saiba que uma pequena colher de curry pode transformá-lo em um prato delicioso, que vai quebrar completamente a monotomia da comida do dia-a-dia.

E há muito mais para descobrir! Uma boa dica é comprar as especiarias sempre em pequenas quantidades e conhecer primeiro o sabor de cada uma individualmente, saber a que vocês gosta mais, entender a quantidade ideal em cada receita (não é porque você usou a canela que o prato todo só pode ter o gosto dela, viu?) e depois, com mais confiança, se aventurar no uso combinado de várias delas.

Então, meu conselho não poderia ser outro... Descubra seus sabores preferidos, ache a fórmula que dá certo na sua casa, que agrada a sua família e não tenha nunca medo de experimentar! Afinal, só não erra quem não tenta, certo? ;)

***

Texto elaborado para o jornal Zero Hora de Porto Alegre.

Nega Maluca com Calda de Nutella e Morangos


null

Tenho um dia cheio hoje na rua, mas como o lindo do Kim Marley, coleguinha de Bento, vem passar a tarde, o jeito foi acordar com as galinhas para garantir um lanche para eles se lambuzarem à tarde.

A Nega Maluca do meu tempo tinha café na massa e aquela caldinha rala qe ficava crocante quando esfriava, sabe como? Uma loucura, mas eu perdi a receita. Daí que sai lendo várias receitas, inclusive duas aqui do nosso arquivo de comadres, uma do Receitas CRaudia, outra da Dona Benta, e cheguei aqui nesta para aproveitar a nutella e os morangos da geladeira.

Na batedeira, 2 ovos peneirados e 1 xícara de açúcar (usei demerara) por 5 minutos; depois soma-se 1 xícara de óleo (usei canola) e 1 xícara de chocolate em pó (fui dos Frades); bate mais 3 minutos; depois 2 xícaras de farinha de trigo e 1 colher de sopa de fermento; bate mais uns 3 minutos, e por fim, soma-se 1 xícara de leite fervente. Uma vez tudo bem misturadinho, deita-se em forma untada e enfarinhada e leva-se ao forno médio pré-aquecido por coisa de 15 a 20 minutos (pelo menos no meu forno). Enquanto ele esfria, faça a seguinte calda: 200g de nutella + 100g de creme de leite + 6 morangos maduros amassados com um garfo (para ficar os pedacinhos), tudo em fogo baixíssimo até derreter e homogeneizar.

Desenforme o bolo, cubra com a calda, decore com morangos e volte para raspar a panela da calda! =)

null

Hum, isso ficou muito bom. Veja mais duas negas malucas promissoras, da comadre Angela Cristina, também para o seu filho, e a versão power da comadre Dani Zavadzski.

E esse nome ótimo? Nega Maluca? =)

O segredo das regas


O erro mais comum na jardinagem é pesar a mão na hora das regas. As plantas morrem muito mais por excesso que por falta de água.

Quando a gente fala em não encharcar a terra, deve-se deixá-la levemente úmida, sempre aparecem as dúvidas. Pra ter certeza, o melhor é encostar o dedo na terra do vaso, se sair sujo, com um pouco de terra grudada, é provável que a terra esteja levemente úmida. Deixe a rega para outro dia...

Na hora de regar não adianta só borrifar água por cima do vaso, tem que jogar água com regador, até sair um pouco pelo buraco do vaso, daí dá pra saber que a água percorreu todo o vaso.

Os borrifadores são usados para umedecer as plantas, criar um microclima fresquinho, ideal em locais quentes, onde vivem orquídeas, samambaias, bromélias. O ideal é sempre á tarde, em horários mais quentes do dia. O borrifador libera a água em gotas bem pequenas, em jatos leves, criando uma espécie de névoa.
O modelo aqui embaixo, libera uma névoa bem fina (dá pra regular), e não precisa nem fazer força, é só bombear, ele tem um sistema de pressão.
null

Esse aqui é mais barato, libera gotas maiores, e precisa de força pra ficar apertando.
null

Os regadores com bico de chuveiro servem para a maioria das plantas que gostam de rega abundante, na terra e nas folhas, como os vasos de temperos, hortas, folhagens, frutíferas em vaso. Os jatos são mais fortes, mas bem divididos, não retiram terra do vaso e molham bem toda a superfície.
null

Os regadores de bico fino são indicados para plantas com folhas pilosas (com pelos), que não podem acumular água nas folhas, como as violetas, sálvia (não a flor, a usada como erva aromática), alguns tipos de azaléia. A terra é regada diretamente, é só aproximar o bico no vaso.
null

É sempre bom lembrar: vaso de plástico e plantas de interior se mantém molhados por mais tempo do que os vasos de cerâmica em área exterior.
A frequência de regas vai depender do local (se é quente ou tem clima ameno), se é verão ou inverno, e é claro, da resposta de suas plantas.

Bolo integral de uvas verdes (para Loa)


null

Então tá, vamo' brincar de bater bolinho?

Este aqui é uma adaptação de uma receita da nossa sessão Receitas das Comadres, que eu adooooooro e vivo visitando. Já tinha feito a receita original, de Maçã e Canela, da comadre Fabrine Gomes, e fiquei lôka, primeiro porque o bolo é um escândalo de gostoso, segundo porque é um escândalo de fácil!

O que eu mudei? Mudei a fruta e fiz uma versão integral para o lanche de Bento e da linda Loa, uma coleguinha da escola que veio passar o dia ontem, e que merece um post específico por seus costumes alimentares (vai rolar na sequência).

No liquidificador, bata 1 copo de óleo (usei canola), 3 ovos inteiros e 2 xícaras de uvas verdes sem semente. Numa tigela misture 2 xícaras de açúcar (usei demerara), 3 xícaras de farinha de trigo (usei integral), 1 colher de sopa de fermento e 1 colher de chá de canela (opcional). Abra um buraco no meio desta mistura de farinha, deite a parte liquidificada e misture bem misturadinho. Lembrou de acender o forno, comadre? É a primeira coisa que a gente faz, porque o preparo é tão rápido, e o forno tem que ser pré-aquecido de leve. Untar e enfarinhar a forma também, a comadre faz antes de por a mão na massa, okay?

Pronto, é deitar na forma, dar uns tapinhas embaixo para soltar o ar e levar ao forno.

null

Ah! Já ia esquecendo! Fiz um caramelozinho de uva para cobrir meu bolinho! Coisa de meia xícara de açúcar com uma colher de água no fogo até ficar cristalino, depois juntei um punhado de uvas verdes sem semente partidas ao meio, juntei mais um bocadinho de água, coisa de 1/3 de xícara e deixei reduzir. Fica ralinho, mas carameliza levemente a superfície do bolo, que eu dei umas furadinhas básicas.

Uma dica: na minha opinião, os bolos feitos com óleo ao invés de manteiga ficam muito mais macios e molhadinhos, mas neste caso use um óleo luxo, tipo canola. Se der, tá? Se não der, vai de sojona messsssss.

Torta de morango com suspiro


(receita enviada por Joice Santini)

comadres_1711_009.jpg

1º) Pão de ló:
4 ovos, 2 xícaras de açúcar, 2 xícaras + 2 colheres (sopa) de farinha de trigo, 1 colher (sopa) fermento em pó, 1 xícara de leite quente
Bata as claras em neve, acrescente as gemas e bata bem até ficar esbranquiçado. Junte o açúcar aos poucos e continue batendo. Junte a farinha aos poucos, depois o fermento. E por último o leite quente. Leve para assar.

2º) Creme:
Leve ao fogo: ½ lata de leite condensado, ½ litro de leite, 2 gemas passadas na peneira, 2 colheres de maisena, baunilha a gosto. Deixe engrossar, mexendo sem parar. Depois de frio junte 1 lata de creme de leite gelado sem soro.

3º) Amasse com o garfo 2 caixinhas de morangos. Acrescente 3 colheres de açúcar e 2 colheres de conhaque. Deixe descansar.

4º) suspiros esmigalhados

5º) Chantilly

Montagem da torta:
Corte a massa do bolo em três partes. Alterne camadas de: bolo, morangos macerados, creme, suspiros; de novo bolo, morangos macerados, creme, suspiros. Coloque a última parte do bolo, cubra com o chantilly, enfeite com morangos e suspiros.

Montagem da torta:
Corte a massa do bolo em três partes. Alterne camadas de: bolo, morangos macerados, creme, suspiros; de novo bolo, morangos macerados, creme, suspiros. Coloque a última parte do bolo, cubra com o chantilly, enfeite com morangos e suspiros.

Creme de leite - COM ou SEM soro?


cr_leite.jpg
(imagem: ifood.tv)

Frequentemente recebo mensagens com dúvidas a respeito do bom e velho creme de leite. Na maioria das vezes as dúvidas se concentram em "tem diferença do creme de leite de caixinha, de latinha e fresco?", "pode ferver/congelar?", "tem que tirar o soro?", e por aí vai.

Aproveitando que estive recentemente na Cozinha Experimental da Nestlé, onde são elaboradas e testadas todas as receitas, já tratei de buscar essas respostas diretamente na fonte - quem melhor do que eles para dizerem com propriedade o que pode e o que não pode fazer com o creme de leite?
Com vocês, as respostas dos especialistas do Serviço Nestlé ao Consumidor ...

- Creme de leite de caixinha e lata são diferentes?
O Creme de Leite Nestlé em lata ou caixinha oferece a mesma qualidade e sabor característicos, com diferenças mínimas que estão relacionadas ao processo de fabricação que difere em cada uma das variedades.

- É preciso retirar o soro do produto em certas preparações?
O consumidor pode utilizar o Creme de Leite conforme sua preferência. As receitas testadas e recomendadas pela Cozinha Nestlé indicam utilizar o produto como um todo, inclusive com o soro, pois ele é rico em nutrientes. 

- Pode-se ferver o creme de leite?
Não recomendamos submeter o Creme de Leite a congelador, freezer ou fervura, pois essas variações de temperatura podem alterar as características originais do produto, prejudicando a preparação.

Viram? Você tira o soro se quiser, mas precisar não precisa não :) E em receitas que levam creme de leite, deixe para colocá-lo no final, sem levá-lo à fervura, o que garante que ele não vai sofrer alterações na textura, como talhar por exemplo.

Ah! E creme de leite fresco não tem nada a ver com o de caixinha/latinha, tá? Ele não é espessado como os demais por isso é mais líquido, é refrigerado (fica no supermercado geralmente na parte de latícínios), pode ser usado no preparo de receitas doces e salgadas (pode inclusive ser fervido) e é com ele que se faz chantilly - eu pessoalmente o acho o mais saboroso de todos, por isso é o meu preferido :)

Molho perfectto


(receita enviada por Denise M Cordeiro)

molho_perfectto.jpg

Pão de alho de churrasqueira




- 4 xícaras (chá) de farinha de trigo

- 1 tablete de Fermento biológico fresco

- 1 colher (sopa rasa) de banha animal

- 2 dentes de alho picado

- 1 colher (sopa) de sal

- 1 colher (café) de açúcar

- 1 ¼ xícaras (chá) de água


RECHEIO:
- 200g de margarina

- 80g de queijo tipo mussarela

- 1 colher (sobremesa) de Sal refinado

- 4 dentes de alho (Batido no liquidificador)

- ½ maço de cheiro verde
MODO DE FAZER
MASSA
1) Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogênea

2) E bata até atingir o ponto de véu

3) Boleie e deixe descansar por 30 minutos coberto com plástico

4) Modelar tipo hot dog

5) Coloque em assadeiras untadas com óleo e deixe fermentar até dobrar de volume

6) Leve ao forno e pré-asse com as seguintes temperaturas 160 a 170ºC, por um tempo de 12 minutos, sem vapor

7) Deixe esfriar e faça cortes em sentido vertical sobre a superfície dos pães. A seguir, passe a cobertura

8) Leve novamente ao forno e termine o cozimento deixando por mais 7 minutos com a mesma temperatura inicial
Creditos: Rogério Shimura - Chef Boulanger - Fonte tv Gazeta Mulheres

Pudim de iogurte com calda de morango


(receita enviada por Kelly da Rocha Neves)

p0udim_iogurte.jpg

Olá comadres,
Mantendo a linha: "Delícias com Morango", vai essa receita de pudim de iogurte com calda de morango.

Bata no liquidificador: 2 potes de iogurte natural, 1 lata de leite condensado, 1 lata de leite. Cozinhe por uns 40 minutos em banho maria.

Calda: uma caixa de morangos, água e açúcar o quanto baste para fazer uma calda grossa.

Claro que ficou delicioso mas um detalhe inconveniente, depois de algumas horas de desenformado, o pudim desprendeu muito soro.... Talvez se retirarmos o soro do iogurte antes do preparo fique ainda melhor.

Lasanha de abobrinha e ricota defumada


lasanha_abobrinha_ricota.jpg

Chamei de lasanha porque usei o mesmo princípio de camadas do prato italiano, mas aqui não tem massa, molho e não também não tem carne (o que torna o prato uma opção também para os vegetarianos). O resultado é um prato levíssimo e muito saboroso - cortesia da ricota defumada que, ao contrário da versão normal, consegue emprestar bastante sabor às receitas.

O preparo não tem segredo...

lasanha_abobrinha_ricota1.jpg
Usei miniabrobrinhas, mas você pode usar qualquer versão, da brasileira ou italiana.

Comecei cortando fatias bem finas da abobrinha e fui acomodando-as em uma refratária. A cada camada de abobrinha repeti o processo de temperar com azeite, manjericão fresco, pimenta do reino moída na hora, ervas de provence e um tiquinho de flor de sal (cuidado com o sal porque o defumado da ricota já dá um certo sal ao prato).

Depois, foi só usar o descascador de batatas para fazer lâminas de ricota e também ir dispondo entre as camadas de abobrinha.

Finalizei com ricota, cobri com papel alumínio e levei ao forno pré-aquecido por uns 15 minutos, apenas o suficiente para deixar a abobrinha macia.

Servi como prato único, regado com mais azeite e ganhei o coração do marido, que aderiu uma dieta braba e precisa de um certo incentivo para comer legumes e verduras em boa quantidade - e variar o preparo deles é um fator importantíssimo para o sucesso de uma dieta, certo?

Ah! Você pode usar o mesmo princípio com outros legumes... eu pensei em lâminas de cenoura para a próxima vez, quem sabe :)

***

Lágrima de cristo



null
(foto: Golatofski)

A Faby postou a lágrima de cristo dela aqui, eu acabei de plantar a minha em casa. Tirando o nome, que eu também acho um pouquinho triste, a lágrima de cristo (Clerodendron thomsoniae) é uma beleza de planta pra ser ter em casa.

Essa é uma trepadeira perene com folhas verdes e brilhantes, que embora cresça muito rápido, pode ser plantada tanto no solo como em vasos. As flores são bem vistosas, formadas em cachos, elas aparecem principalmente na primavera e verão.

Quando plantada diretamente no solo, os galhos precisam de suporte, é só direcionar os ramos para um local onde possam se apoiar. No vaso, o ideal é ter uma treliça e ir amarrando os galhos que vão crescendo, podando outros que crescem muito, mas pode ser plantada próxima a uma grade ou beiral ,conduzida por fios de aço em volta de uma janela, existem muitas possibilidades.

Quanto á luminosidade, o ideal é ao menos 4h de sol diárias, tanto faz o horário. Até com um pouco menos ela vai bem, contanto que o local seja bem claro.

O solo deve ser fértil, rico em matéria orgânica, por exemplo, essa mistura aqui:
1 ½ parte de terra comum
1/3 parte de areia de construção
1/3 parte de húmus de minhoca
1/3 parte de esterco de gado curtido (encontrado em pacotes nas floriculturas)

Num vaso grande, de preferência mais fundo, prepare uma camada de drenagem, a mistura até quase a metade do vaso, coloque as mudas (eu planto de 2 a 3 mudas num vaso) centralizadas, e complete com a mistura, até um pouco abaixo da borda do vaso. Não enterre o caule das mudas, ponha a mistura até o nível do torrão. Regue bem em seguida.

A rega deve ser farta no verão, umas 3x/semana, principalmente após o plantio, depois diminua aos poucos no inverno.

Os cuidados essenciais são a poda de galhos secos, galhos que cresceram demais e saíram da forma, e os amarrilhos que irão direcionar o crescimento.

A adubação deve ser feita sempre após a floração, com umas 2 colheres de farinha de ossos, ½ colher de torta de mamona, 1 colher de NPK 4-14-8, umas 4 colheres de húmus de minhoca, não use colher muito cheia, faça a mistura antes, coloque em volta da planta e regue em seguida. Use a cada 2 meses, toda a mistura para um vaso.

A lágrima de cristo tem outras “primas” que se diferenciam na cor do cálice da flor (o que é branquinho), pode ser vinho ou vermelho.

Bolo de maçã



(receita enviada por Carolina Ramos Teixeira)

bolo_maca7676.jpg

Olá Rainhas !
Adoro este blog, aprendi muitas receitas com as comadres e participo novamente enviando mais uma receita, espero que gostem deste bolo que fica ótimo e é fácil de fazer.

1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) bicarbonato
1/2 colher (chá) sal
1 colher (chá) baunilha
1 colher (chá) canela em pó
1 xícara (chá) açúcar
1/2 xícara (chá) óleo
2 ovos batidos
2 xícaras (chá) maçãs raladas
1/2 xícara (chá) nozes picadas
1/2 xícara (chá) uvas passas

PREPARO:

1 - Misture a farinha, bicarbonato, sal e canela em pó.
2 - Separado misture o açúcar, óleo, os ovos batidos e a baunilha, depois de bem mexidos acrescentar a mistura do item 1, mexer bem, acrescente as nozes, passas e as maçãs raladas. (Nozes e uvas passas passar na farinha de trigo antes de acrescentar à massa).
3 - Forre uma assadeira de pão de forma com papel manteiga untada com manteiga.
4 - Acrescente a massa e leve para assar.
5 – Após assado, fazer uma mistura de açúcar de confeiteiro e pouquíssimo leite e esparramar em cima do bolo ainda quente.

Bjs.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Chocolate crocante (chokito)

INGREDIENTES
- 1 xícara (chá) de açúcar
- 1/2 xícara(chá) de castanha de caju triturada
- 1 lata de leite condensado
- 100g de chocolate meio amargo picado
- 1 xícara (chá) de flocos de arroz
- 1 colher(sopa) de azeite de oliva
- 300g de chocolate ao leite
MODO DE FAZER
Modo de preparo:
Coloque numa panela, o açúcar e a castanha de caju e leve ao fogo
baixo até caramelizar.
Junte o leite condensado mexendo até soltar do fundo da panela.
Coloque numa superfície lisa e molde as barras no plástico com o
rolo, ou com as mãos.
Passe nos flocos de arroz ainda quente. Deixe esfriar.
Derreta o chocolate em banho-maria com o azeite e banhe as barras,
espere secar e embale.